/Tradição das bandas de pífanos é mantida em Arapiraca

Tradição das bandas de pífanos é mantida em Arapiraca

Pífano é um conjunto instrumental de percussão e sopro, dos mais antigos, característicos e importantes da música folclórica brasileira. Na feição nordestina a banda de pífanos é uma criação do mestiço brasileiro, que com sua criatividade e intuição musical adaptou o instrumental, dando-lhe a forma típica pela qual é conhecida no folclore brasileiro.

Geralmente, é composta por dois pífanos, uma caixa, um bombo, um surdo e um tambor. O pífano é o comandante da banda, ele usa um instrumento semelhante a flauta, feito de taquara, uma madeira muito comum nas matas do sul de Pernambuco.

Uma das mais famosas aqui no nordeste, é a Banda de Pífano de Caruaru, mas também, por todo o Nordeste brasileiro, existem esse segmento musical.

Não é difícil encontrar pelas ruas de Arapiraca, esses grupos tocando nas praças. A Banda de Pífanos Sagrado Coração de Jesus, de Maceió, que já existe há quarente anos e é formado por Petrúcio Venâncio de Amorim, Marinalva Alexandre dos Santos, Josivaldo da Silva e Daniel Lima, fez suas apresentações pelo centro da cidade, parando de loja em loja e pedindo algum tipo de ajuda para a comunidade.

É uma tradição deixada pelo meu pai, que também percorria os bairros de Maceió, tocando pífano e pedindo ajuda para a sua santa protetora. Ele não ficava com nenhum centavo, ao chegar a igrejinha, entregava na sacristia”, garantiu Petrúcio, ao lembrar que também acompanhava o pai quando criança ao lado da sua mãe, Maria Odete Lima.

Redação