/Procon Arapiraca sugere reavaliação do preço do combustível na cidade

Procon Arapiraca sugere reavaliação do preço do combustível na cidade

Após notificar mais de 40 postos de combustíveis do município de Arapiraca, na última semana, o Procon convocou o Sindicombustíveis de Alagoas e representantes do segmento para uma reunião na sede do órgão, na manhã desta quinta-feira (10/01).

O objetivo foi de ouvir explicações sobre os altos preços dos combustíveis, que tem gerado reclamações dos consumidores da cidade.

Também foi sugerido que cada empresa reavalie, individualmente, a sua planilha de preços e verifique a possibilidade de redução do valor que vem sendo cobrado.

Em caso de se constatar abusividade na cobrança, o Procon passa a autuar a empresa, que tem um prazo de 10 dias para apresentar defesa. Transcorrido esse prazo, motiva aplicação de multa, que pode variar entre um salário mínimo e R$ 500 mil reais, a depender do porte da empresa.

Denys Reis, coordenador executivo do Procon, explicou que a reunião foi agendada após estudo técnico dos documentos apresentados pelas gerências dos postos de combustíveis notificados, a exemplo de planilha de preços, onde foi verificado o percentual que está sendo trabalhado em Arapiraca. De acordo com as informações, foi observada uma margem de lucro das empresas em torno de 16%.

O coordenador também questionou o preço igualitário observado na maioria dos postos de combustíveis do município. A justificativa comum dos presentes foi a questão de acompanhar a concorrência.

nn1