/Método Canguru do Hospital Regional é referência em Alagoas

Método Canguru do Hospital Regional é referência em Alagoas

A convite da Secretaria de Estado da Saúde, a equipe do Hospital Regional Nossa Senhora do Bom Conselho participou, em Maceió, de uma mesa redonda sobre o método Canguru.
O evento, realizado no auditório Djalma Breda, na Universidade Estadual de Ciências da Saúde, Uncisal, contou com a participação do fonoaudiólogo Robson Caique Ferreira e da enfermeira Andreia Costa.
Com o tema “Compartilhando Vivências sobre o Método Canguru em Alagoas”, o debate contou ainda com a presença de diversas autoridades da Saúde no estado.
“Foi uma oportunidade de troca de experiência, aprendizado e de mostrar o quanto temos realizado em nosso Hospital”, comentou Andreia, enfermeira chefe do Regional Nossa Senhora do Bom Conselho.
O Método Canguru é uma alternativa ao cuidado neonatal convencional para bebês de baixo peso ao nascer e consiste, entre outras coisas, na manutenção da relação mamães e bebes, incluindo a proximidade corporal.
“O resultado da melhora nos bebês é comprovado cientificamente”, acrescentou o profissional, que é Tutor do Método, credenciado pelo Ministério da Saúde.
Experiência
Mãe de quatro filhos, moradora do Brisa do Lago, Eva Teodora, 21 anos, experimenta o método com sua pequena Eduarda Vitória. Nascida no início de junho, a pequena esta na Unidade Canguru. “Ela está bem, vai dar tudo certo”, disse animada.
Ainda segundo o especialista alguns cuidados são necessários para que crianças prematuras e de baixo peso saiam da UTI Neonatal para a unidade Canguru. “As crianças precisam estar clinicamente bem e com 1500 kg, um peso considerado estável”, avaliou.
O método Canguru já chegou a ser chamado de Mãe Canguru, mas ainda segundo Caique, hoje há comprovação de que tanto país quanto mães podem- e devem- praticar os procedimentos.
“Nossa equipe do Complexo Neo é extremamente preparada e ficamos muito entusiasmados diante das oportunidades de troca de experiências” avaliou o Diretor Médico, Ulisses Pereira.
Assessoria