/Idosa é vítima de bala perdida em hospital de Niterói

Idosa é vítima de bala perdida em hospital de Niterói

Polícia realiza perícia no local – Marcio Mercante / Agencia O Dia

Uma idosa foi vítima de bala perdida enquanto estava internada no Hospital Santa Martha, em Santa Rosa, Niterói, na madrugada deste sábado. De acordo com a assessoria da instituição, a mulher de 61 anos estava dormindo em uma área de apartamentos do hospital quando foi atingida pelo disparo, por volta das 3h.

A filha da idosa estava sentada no sofá do quarto e quando olhou para a mãe após escutar os tiros viu que seu rosto estava sangrando. Havia um baile funk nas proximidades do local. Segundo o 12º BPM (Niterói), a vítima foi atingida na cabeça, passou por cirurgia e seu estado de saúde é grave.

O filho da paciente, que pediu para não ser identificado, disse que da janela do hospital é possível ver bandidos na torre de transmissão da comunidade Souza Soares. “Ela estava internada para identificar problema na região da vesícula. Estava tendo baile funk, minha mãe estava no quarto 306, depois das duas horas da manhã começou um tiroteio. Quando ela foi atingida por uma bala perdida. Quando cheguei aqui às seis horas da manhã ainda tinha música. Ela perdeu a visão. Ela está fazendo um exame para ver se vai ser operada”, afirmou o programador de 41 anos. 

Comunidade Soares Souza, de onde teria partido o disparo que atingiu a idosa – Márcio Mercante / Agência O Dia

“Ela está no setor de tomografia e esta lúcida. Me conheceu, conheceu a minha irmã. Eu acho que ela não sabe o que aconteceu. Está internada desde o dia 23. O hospital sempre tratou a gente bem. Se olharem para aquela região (aponta para o morro), na torre de transmissão vão ver bandidos. A gente não tem segurança em nenhum lugar. Não pretendo processar o hospital, que nos trata bem. Mas o Estado talvez. Estamos em campanha eleitoral e o governo não se manisfesta sobre segurança. Como vou votar em alguém?”, questionou o filho da paciente. 

A estudante Nina Bahia, de 21 anos, cuja avó estava internada no hospital escutou os tiros. “Eram por volta das 2h. Teve um tiroteio, ouvi um estouro. Várias pessoas gritando. Minha avó estava dormindo. Fui para o corredor ver o que fazer e vi a filha dessa senhora chorando, falando que a mãe tinha sido baleada. Acho que foi de raspão na cabeça. A janela fica de frente para o morro. A bala entrou no quarto 306. Já pedi para trocarem minha avó de quarto”, afirmou.

Com mais este caso, chega a 14 o número de idosos baleados em 2018 na Região Metropolitana do Rio. Sete deles morreram. 

O Dia