/HGE se integra a programa de localização de desaparecidos do MP

HGE se integra a programa de localização de desaparecidos do MP

O Hospital Geral do Estado (HGE), assim como demais unidades hospitalares da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), está integrado ao Programa de Localização e Identificação de Pessoas Desaparecidas de Alagoas (Plid/AL). A ideia é originária do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, abraçada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e concebida pela entidade alagoana.

Coordenado pelo Ministério Público do Estado (MPE) de Alagoas, o HGE é um dos cooperadores durante a troca de informações. “O hospital passa a ser integrante de uma rede de buscas ativas por pessoas desaparecidas. Esse serviço vai contribuir com a construção de um banco de dados e dará ao Sinalid [Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecidos] informações determinantes para a atuação das equipes de inteligência”, explicou a coordenadora técnica assistencial do HGE, Vânia Ticianeli.

A promotora Marluce Falcão, coordenadora do Sinalid de Alagoas, acrescentou que “o objetivo é criar um sistema de buscas de alcance nacional e desenvolver ações conjuntas e de apoio mútuo às atividades de sistematização de procedimentos, comunicações e registros de notícias de pessoas desaparecidas ou vítimas de tráfico humano, com cruzamento de dados, além de permitir o acesso das promotorias de justiça a informações necessárias em tempo hábil”.

O sistema está em fase de implantação. Quando estiver completamente em execução, o HGE será uma das instituições que irá alimentá-lo ao registrar dados relacionados ao usuário em atendimento. No formulário serão preenchidas diversas informações, entre elas: marcas, cicatrizes, tatuagens – podendo acrescentar fotografias.

Além da Sesau e do MPE/AL, também participam do programa as Secretarias de Estado da Segurança Pública, de Ressocialização e Inclusão Social, da Mulher e dos Direitos Humanos; e a Perícia Oficial do Estado de Alagoas.

Assessoria