Complexo Multidisciplinar Tarcizo Freire vence etapa do paravôlei

A equipe de paravõlei do Complexo Multidisciplinar Tarcizo Freire se consagrou campeã na etapa Maceió do Campeonato Alagoano, realizada neste domingo (26). O evento foi organizado por um grupo de educadores físicos que trabalham com esporte paraolímpicos no estado e foi realizada na unidade do Sesc.

Com o objetivo de trabalhar o aprimoramento e o desenvolvimento de atletas com deficiências físicas ou mentais e apoiar a realização de projetos que revelem novos talentos e fomentar a prática esportiva e a inclusão social, o Complexo Multidisciplinar de Equoterapia Tarcizo Freire, prepara jovens e adultos para serem inseridos no mundo dos esportes. Os frutos estão sendo colhidos.

O campeonato, que iniciou em julho, com a primeira etapa sediada em Arapiraca, reuniu atletas alagoanos, distribuídos em quatro equipes, representantes dos municípios de Arapiraca, Maceió, Campo Alegre e São Miguel dos Campos. Cada uma dessas cidades foi responsável por sediar uma fase, de um total de quatro.

Na classificação da etapa Maceió: 1º lugar – Complexo Multidisciplinar Tarcizo Freire (Arapiraca), 2º lugar – ADEFSMIC, e o 3º lugar – Anthares (Maceió). Ivis Pereira, educador físico e técnico do time campeão de paravôlei, explicou que a etapa Maceió foi a última da edição 2017.

O educador físico afirmou que já estava feliz com a participação do município no Campeonato Alagoano, mas afirma que a vitória dá um significado especial, representa a evolução do time. “Com a conquista do ouro, torço para que a prática de esportes adaptados ganhe mais visibilidade no município. E, além disso, chame a atenção das pessoas para importância do esporte no processo de reinserção social”, destacou Ivis Pereira.

“O nosso time está ainda mais motivado com a conquista da medalha de ouro. Foi um desafio dos grandes, para uma equipe recém-formada, representar Arapiraca. Sabemos que é apenas o início de uma longa jornada em defesa da profissionalização do esporte adaptado em Alagoas. Nesse contexto, Arapiraca e as demais cidades que abraçaram a ideia estão construindo uma história do esporte paraolímpico no Estado” completou.

Assessoria

Be the first to comment

Comentários